O que é ergonomia no trabalho e qual sua importância?

Muitas são as patologias que podem acometer o indivíduo dentro do local de trabalho, são as chamadas doenças ocupacionais. Para evitar que esse tipo de problema, um dos fatores que precisa ser pensado é na ergonomia no trabalho.

Mas, o que é ergonomia no trabalho? Como posso aplicá-la dentro da minha empresa e cuidar melhor da saúde dos meus funcionários?

Se você quer descobrir o que é ergonomia no trabalho e as respostas para todas as perguntas que citamos acima, continue lendo este artigo.

O que é ergonomia no trabalho?

Primeiro, vamos pensar em ergonomia de uma forma geral. Ela é o estudo que gira em torno da interação entre o homem e a máquina e tem como principal função evitar problemas de saúde nos trabalhadores e aumentar a segurança do local.

É um conhecimento de extrema importância já que influencia diretamente na produtividade da equipe e, consequentemente, nos lucros da empresa.

Ela está tão atrelada ao homem, que a ergonomia também é chamada de Engenharia dos Fatores Humanos. A ideia principal da ergonomia no trabalho é adaptar o ambiente ao indivíduo, melhorando a funcionalidade e ajudando na função. Há um aumento na eficiência dos processos e ainda oferece diversos benefícios ao trabalhador:

  • Reduz o índice de acidentes de trabalho e doenças ocupacionais;

  • Aumenta o uso de técnicas mais seguras;

  • Oferece maior conforto;

  • Reduz o cansaço.

Há também um ganho em sentido psicológico. Doenças costumam causar estresse e ansiedade que, por sua vez, causam outras doenças. Sendo assim, saber o que é ergonomia no trabalho e ir mais a fundo no assunto é muito importante para o seu negócio.

Qual a importância da ergonomia no ambiente de trabalho?

Vamos agora falar um pouco mais sobre todas as vantagens e os benefícios que a ergonomia traz ao local de trabalho. Assim, você conseguirá enxergar melhor a importância dessa ciência para a sua empresa.

Reduz o número de afastamentos

Quando um funcionário fica doente e falta ao trabalho, a empresa acaba arcando com os custos do empregado por, pelo menos, 15 dias de afastamento. Assim, doenças ocupacionais podem causar diversos prejuízos não só para o trabalhador, como também para a empresa.

De acordo com uma pesquisa realizada pelo Departamento Intersindical de Estatísticas e Estudos Socioeconômicos (DIEESE), cerca de 180 mil trabalhadores se afastam do trabalho por doenças ocupacionais.

Investir em ergonomia evita todos esses prejuízos para a empresa, inclusive a troca de funcionários, ainda que temporária. Muitas doenças ocupacionais e afastamentos podem ser evitados com uma simples mudança de atitude e também com investimento em móveis e dispositivos que ajudem a saúde do trabalhador.

Aumenta a sensação de valorização

Você quer que os seus funcionários sintam-se satisfeitos em trabalhar na sua empresa? Então, mostre a importância de cada um deles para o sucesso do negócio. Uma das maneiras de demonstrar isso é investindo em ergonomia, ou seja, na saúde.

Esse é um dos aspectos motivacionais importantes para aumentar a produtividade. Sabemos que a motivação é extremamente importante no local de trabalho e gera diversos benefícios para todos, inclusive para a empresa.

Aumenta a produtividade

Como já citamos neste texto, um funcionário que está com a saúde em dia consegue ser mais produtivo. Afinal de contas, quem consegue trabalhar bem sentindo dor? Então, se você quer um empregado mais produtivo e, assim, aumentar os lucros da empresa, ultrapassando as metas, dê maior conforto e segurança para que ele exerça sua função.

Não apenas pela questão da dor, mas também pela motivação da qual acabamos de falar. Uma pessoa motivada trabalha melhor. Assim, apenas o fato de saber o que é ergonomia no trabalho e como ela pode ajudar os seus funcionários, consegue trazer inúmeros benefícios para a empresa.

Como aplicar a ergonomia no meu negócio?

Há várias formas de fazer isso. Por exemplo, implementar o hábito da ginástica laboral entre os funcionários, orientá-los para que levantem mais vezes da cadeira ou que sentem mais vezes (caso o trabalho seja feito na maior parte do tempo em pé), também são algumas coisas simples que podem ser feitas.

Invista também em móveis ergonômicos. Por exemplo, uma cadeira ergonômica é feita para se adaptar à curvatura natural da coluna, algo que uma cadeira comum não pode oferecer. Ela tem que ter uma altura adaptável a altura da mesa e os pés devem tocar completamente no chão — nesse caso, providenciar apoios pode ser uma boa ideia.

Agora que você já sabe o que é ergonomia no trabalho e como esse conhecimento é importante, curta as nossas redes sociais — Facebook e Instagram — e saiba mais sobre o assunto!

Compartilhar esse post

Leave a Reply

Your email address will not be published. Required fields are marked *